O egresso do curso de Graduação em Administração da Faculdade CGESP deverá ser um bacharel vinculado às necessidades contemporâneas. O profissional egresso do curso de Administração deve levar em consideração sua realidade regional, e a relação desta com a sociedade globalizada, que está em constante desenvolvimento. Estes possuem necessidades sociais que orientam a construção de um pacto social ora internacionalizado, marcado por novas práticas econômicas que convivem com instituições convencionais.

Por outro lado, propõe que este profissional permaneça em íntima relação com a IES dentro do projeto de uma educação para toda a vida, no qual se propõe, por meio das atividades de educação continuada, uma abertura do curso para a promoção de uma constante retroalimentação de seu egresso, bem como da própria Faculdade CGESP, desde a perspectiva das atividades profissionais por ele desempenhadas, considerando-o dentro do propósito ético as dimensões humana, técnico-científica e, intelectual, além das competências e habilidades pretendidas para o egresso.

Propósito ético

A Faculdade CGESP pretende formar, dentro de um claro propósito ético, administradores dinâmicos, criativos, dotados de senso crítico e espírito empreendedor, com domínio das técnicas de tomadas de decisão, das ferramentas de marketing e das novas tecnologias do campo da Administração. Que estes sejam conscientes do seu dever de realizar um trabalho ético e responsável, buscando atender aos interesses do cliente, sem perder de vista sua função de trabalhar pela melhoria da qualidade de vida da sociedade.
Visa-se formar um bacharel apto a enfrentar os problemas do seu tempo, as competências do formando do Curso de Administração, da Faculdade CGESP, serão desenvolvidas dentro das seguintes dimensões:

a) Dimensão humana

Significa o desenvolvimento, junto ao administrador em formação, de posturas adequadas para, mediante conhecimentos técnicos e práticos, interagir de forma responsável na sociedade, e usar os processos administrativos como meio privilegiado de solução de problemas, de tomadas de decisão e de transformação de questões sociais, assim como o desenvolvimento da capacidade de atuar com razões e argumentos. Nesta dimensão propõe-se a vivência do futuro administrador dentro de princípios éticos e sólidos, comprovando estar perfeitamente inserido e envolvido com o meio em que atua, bem como comprometido em manter o equilíbrio social.Este profissional possui como principio a necessidade de contribuir, desta forma, para o ordenamento, na defesa da ordem e da paz social, além da qualificação para a vida, para o trabalho e para o desenvolvimento da cidadania.

b) Dimensão Técnico-Científica

Define-se a Dimensão Técnico-Científica como habilidades que lhe permitam o exercício da atuação dentro do curso de Administração, com competência e visão holística da realidade empreendedora, social e legal, juntamente com uma postura reflexiva e crítica, que fomente a capacidade de trabalho em equipe e favoreça a aptidão para aprendizagem autônoma e dinâmica.

c) Dimensão Intelectual

Por meio da Interdisciplinaridade, multidisciplinaridade e transdisciplinaridade, objetiva-se desenvolver a capacidade de articular e analisar conjuntos de idéias e saberes, teorias e conceitos que venham a enriquecer o conhecimento na área do curso, pela apreensão de outras formas de saber, caracterizando-o como um profissional intelectualmente preparado para a interpretação e valorização dos atuais fenômenos sociais e mercadológicos.
Pretende-se, portanto, formar bacharéis em Administração com visão humanística, teórica e prática, aptos a ingressar nas diversas áreas da administração, seja nas indústrias, no comércio, nos hospitais, nos laboratórios, nas editoras, nos bancos, nas cooperativas, nas institições prestadoras de serviços, além das ONG’s, fundações, empresas privadas, públicas e de economia mista.

d) Competências e Habilidades Gerais

O egresso apresentará determinadas aptidões, imprescindíveis ao desenvolvimento de seu trabalho. Aos predicados de dimensão humanística, técnico-científico e intelectual, do bacharel em Administração que se pretende formar, deve-se acrescentar uma atitude e aptidão moral que venham a colocá-lo como protagonista de decisões e como empreendedor na área pública ou privada. Dessa forma, dentro das habilidades gerais tem-se:

• formação humanística, técnica e prática, indispensável à adequada compreensão interdisciplinar dos fenômenos mercadológicos e das transformações sociais;
• capacidade de apreensão, transmissão crítica e produção criativa da administração, aliada ao raciocínio lógico e à consciência da necessidade de permanente atualização;
• autonomia para gerir seu processo de educação continuada;
• capacidade para equacionar problemas e buscar soluções compatíveis com as exigências sociais;
• senso ético-profissional, associado à responsabilidade social, com a compreensão da causalidade e finalidade das normas legais e da busca constante da libertação do homem e do aprimoramento da sociedade;
• visão atualizada do mundo e, em particular, consciência dos problemas regionais;
• visão sustentável dos recursos naturais;
• capacidade de desenvolver formas extrajudiciais de prevenção e solução de conflitos individuais, coletivos e difusos;
• colaboração com a formação do comportamento do cidadão e com o desenvolvimento da cultura e do sentimento de solidariedade humana;
• utilização do raciocínio lógico, de persuasão e de reflexão crítica;
• julgamento e tomada de decisões;
• atuação e interação em equipes multidisciplinares;
• capacidade de comunicação, dinamismo, domínio da língua, facilidade de expressão oral;
• capacidade de memorização;
• habilidade para redigir;
• intuição;
• raciocínio lógico;
• capacidade de interpretação, análise e síntese;
• espírito investigativo, crítico e aberto a mudanças;
• capacidade de pensar e agir sob pressão;
• capacidade de compreender a importância de seu papel de administrador de uma empresa e a necessidade de pautar-se por uma conduta.
• capacidade de adequação à complexidade e velocidade do mundo contemporâneo.

e) Competências e Habilidades Específicas

Considera-se como competências necessárias ao bacharel em administração formado pela Faculdade CGESP aquelas apresentadas no artigo 4º da Resolução nº 4, de 13 de Julho de 2005, do MEC:

• reconhecer e definir problemas, equacionar soluções, pensar estrategicamente, introduzir modificações no processo produtivo, atuar preventivamente, transferir e generalizar conhecimentos e exercer, em diferentes graus de complexidade, o processo da tomada de decisão;
• desenvolver expressão e comunicação compatíveis com o exercício profissional, inclusive nos processos de negociação e nas comunicações interpessoais ou intergrupais;
• refletir e atuar criticamente sobre a esfera da produção, compreendendo sua posição e função na estrutura produtiva sob seu controle e gerenciamento;
• desenvolver raciocínio lógico, crítico e analítico para operar com valores e formulações matemáticas presentes nas relações formais e causais entre fenômenos produtivos, administrativos e de controle, bem assim expressando-se de modo crítico e criativo diante dos diferentes contextos organizacionais e sociais;
• ter iniciativa, criatividade, determinação, vontade política e administrativa, vontade de aprender, abertura às mudanças e consciência da qualidade e das implicações éticas do seu exercício profissional;
• desenvolver capacidade de transferir conhecimentos da vida e da experiência cotidianas para o ambiente de trabalho e do seu campo de atuação profissional, em diferentes modelos organizacionais, revelando-se profissional adaptável;
• desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações; e
• desenvolver capacidade para realizar consultoria em gestão e administração, pareceres e perícias administrativas, gerenciais, organizacionais, estratégicos e operacionais.
(Resolução MEC, Nº 4, de 13 de Julho de 2005, artigo 4º)

Na formação de habilidades específicas, o corpo docente do Curso de Administração da Faculdade CGESP trabalha para que os alunos:

• tenham visão interdisciplinar, multidisciplinar e transdisciplinar do curso, relacionando-o com os problemas sociais e compreendendo-o para além de um conjunto de normas;
• desempenhem suas atividades profissionais de forma competente e ética, em quaisquer instâncias da esfera pública ou privada, e na defesa dos interesses legítimos do cidadão;
• sejam capazes de desenvolver estratégias que permitam a superação da formação dogmática, permitindo-o pensar a legislação;
• estejam em condições de contribuir para a adaptação das mudanças políticas, econômicas e sociais que a globalização traz às exigências de modificações e adaptações ocorridas na sociedade brasileira;
• estejam aptos a reconhecer a especificidade do desenvolvimento regional e seus problemas peculiares;
• apliquem critérios de investigação científica em sua atividade profissional, mostrando-se aberto aos saberes transdisciplinares;
• defendam os direitos e interesses que lhe são confiados, zelem pelo prestígio e dignidade de sua categoria profissional e pelo aperfeiçoamento das instituições da comunicação;
• atendam às demandas geradas pelas novas conquistas do ser humano, sobretudo daqueles que se inserem nos grupos sociais em situação de vulnerabilidade;
• estejam capacitados para assumir uma postura inovadora frente às atividades de administração, visando adequá-las à realidade sócio-econômica e às questões tecnológicas emergentes na região.

O Curso de Administração, da Faculdade CGESP, deverá formar bacharéis com a competência de:

• utilizar a tecnologia da informação como ferramenta estratégica para a gestão empresarial;
• conhecer e aplicar conceitos de negócios eletrônicos: e-business, ecomerce, e-marketing etc.;
• conhecer e aplicar conceitos de logística, distribuição física e Gestão da Cadeia de Suprimentos (SupplyChaim Management);
• ter espírito empreendedor;
• ser capaz de gerenciar recursos humanos com seriedade, ética e liderança;
• conhecer a economia global e ter capacidade de acompanhar o dinamismo das estratégias empresariais no mercado competitivo doméstico e internacional.

Projeto de Acompanhamento do Egresso e Empregabilidade

A Faculdade CGESP considera o acompanhamento dos egressos essencial. Assim, disponibiliza canais para manter constante este contato com seus ex-alunos: através de correspondência eletrônica e através do Núcleo de Acompanhamento ao Egresso e Empregabilidade. Saiba mais baixando o PDF completo sobre o Projeto: